Amritabindu Upanishad


Diz-se que a mente pode ser de dois tipos: pura e impura.
Quando é governada pelos sentidos, torna-se impura;
porém, com os sentidos sob controle, a mente torna-se pura.

É dito que a mente pode escravizar-nos ou libertar-nos.
Governados pelos sentidos, tornamo-nos escravos.
Sendo mestres dos sentidos, tornamo-nos libertos.
Aqueles que procuram a liberdade devem dominar os sentidos.

Quando a mente se desprende dos sentidos,
alcança-se o cume da elevação da consciência.
A mestria sobre a mente conduz à sabedoria.
Pratique a meditação. Evite falar desnecessariamente.
O estado mais elevado está além do alcance do pensamento,
pois está além de todas as dualidades.
Repita o antigo mantra Om até que ele reverbere em seu coração.

Brahman é indivisível e puro; torne-se consciente de Brahman
para ir além de todas as mudanças. Ele é imanente e transcendente.
Tornando-se consciente dele, os sábios alcançam a perfeição
e declaram que não há mentes separadas.
Eles somente tornam-se conscientes do que sempre foram.

Na vigília, no sono, no sonho, o Ser é somente um.
Transcenda estes três estados, indo além dos renascimentos.

Existe somente um Ser vivendo em todas as criaturas.
O Uno manifesta-se como muitos, assim como a lua
parece ser várias em seus reflexos na água.

O Ser parece mudar de lugar, embora não o faça,
assim como o ar no pote não muda quando este se desloca.
Quando o pote é quebrada, o ar não percebe isso;
Porém, o Ser sabe quando o corpo se move.

Nós não vemos o Ser, oculto pelo poder da ilusão.
Quando o véu cai, percebemos que nós mesmos somos o Ser.
O mantra é o símbolo de Brahman; sua repetição traz paz à mente.

O conhecimento assume duas formas: inútil e elevado.
Realize o Ser, pois todo o resto é conhecimento inútil.
A realização do Ser é o arroz. O resto é somente joio.

O leite de todas as vacas é branco. Os sábios declaram que
a sabedoria é o leite, e que as escrituras sagradas são as vacas.
Assim como a manteiga esconde-se no leite, da mesma forma
o Ser está presente no coração de cada ser vivo.
Bata o leite com o poder da meditação;
transforme a mente através da meditação no Ser:
pura plenitude, pura paz, pura certeza.

"Eu realizei o Ser", declara o sábio, "aquele Ser que está presente
em todos os seres. Estou unido com o Deus do Amor.
Estou unido com o Deus do Amor. "

Que haja paz, paz paz.
Om shantih shantih shantih.

Tradução: Pedro Kupfer

Nenhum comentário:

Postar um comentário